Secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres disse nesta segunda-feira, 17, ser necessário reformar o sistema financeiro global para que não seja “tendencioso”. Em discurso no primeiro dia do Fórum Econômico Mundial – que ocorre virtualmente, não em Davos, na Suíça, devido à pandemia -, Guterres afirmou que o sistema financeiro precisa ser expandido para lidar, por exemplo, com a dívida de países de média renda e com casos de corrupção.

Outro ponto destacado por Guterres foi a vacinação contra a covid-19. “Precisamos combater a pandemia com justiça e equidade Os países desenvolvidos têm sete vezes mais pessoas vacinadas que países africanos”, disse.

O secretário-geral afirmou que o mundo deve se preparar para as próximas pandemias e fortalecer a Organização Mundial da Saúde (OMS). “Se você deixar alguém para trás, você deixa todo mundo para trás.”

Em seu discurso, Guterres também pontuou a importância de lidar com crises climáticas, incluindo com ações em países em desenvolvimento. Ele destacou que há países, como a China, que ainda têm o obstáculo de ter a matriz energética em uma fonte não renovável, como o carvão. “Nenhuma nova usina de carvão deve ser construída”, firmou.

Estadão Conteúdo

O post Secretário-geral da ONU prega reforma de sistema financeiro global apareceu primeiro em Jornal de Brasília.

Por

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *